Carlos Higino

Conheça o perfil do ministro interino da CGU, nos períodos de dezembro de 2015 a fevereiro de 2016 e maio de 2016

Carlos Higino Ribeiro de Alencar, natural de São Paulo (SP), foi ministro interino da Controladoria-Geral da União (CGU) em dois períodos: 21 de dezembro de 2015 a 29 de fevereiro de 2016; e entre 30 de maio e 1º de junho de 2016.

Graduado em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFCE), possui ainda mestrado em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), com dissertação sobre a eficácia judicial do combate à corrupção no Brasil.

Carlos Higino é auditor fiscal da Receita Federal do Brasil desde 1997. Na CGU, atuou também como secretário-executivo de janeiro de 2013 a dezembro de 2015, durante as gestões dos ministros Jorge Hage e Valdir Simão. No órgão de controle, trabalhou ainda na área de correição, ao exercer os cargos de assessor do corregedor-geral, em 2006, e corregedor-geral adjunto da Área Econômica, entre 2006 e 2010.

No Governo do Distrito Federal, Carlos Higino foi secretário de Estado de Transparência e Controle, entre 2011 e 2012, quando também atuou como 2º vice-presidente do Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci). 

Na Receita Federal, do Ministério da Fazenda, foi chefe dos Escritórios de Corregedoria de Belém e Fortaleza, da Divisão de Ética e Disciplina e Coordenador-Geral de Programação e Logística.