Notícias

Operação Pescaria

CGU combate fraudes na aplicação de recursos da Saúde em Agrestina (PE)

publicado: 21/02/2019 08h47, última modificação: 21/02/2019 08h51
Investigações apontam irregularidades em licitações e lavagem de dinheiro. Contratos com empresa “de fachada” superam R$ 1,8 milhão
CGU combate fraudes na aplicação de recursos da Saúde em Agrestina (PE)

Investigações apontam supostas irregularidades em licitações - Foto: Prefeitura de Agrestina

A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Superintendência da Polícia Federal no Estado de Pernambuco deflagram, nesta quinta-feira (21), a Operação Pescaria. O objetivo é combater fraudes na aplicação de recursos federais repassado pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) para a execução de obras no município de Agrestina (PE). 

As investigações apontam supostas irregularidades na condução dos processos licitatórios e no acompanhamento e fiscalização dos serviços executados por parte da prefeitura municipal. Os auditores verificaram a contratação de empresa supostamente “de fachada” para realização de obras, que eram executadas por terceiros. O resultado é a provável ocorrência de lavagem de dinheiro pelas pessoas físicas e jurídicas relacionadas aos empreendimentos.

Os contratos firmados durante o exercício de 2018 com a empresa investigada somaram mais de R$ 1,8 milhão. O valor do prejuízo aos cofres públicos será devidamente calculado no decorrer da apuração. 

A Operação Pescaria consiste no cumprimento de três mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de Garanhuns, Brejão e Agrestina. O trabalho conta com a participação de 40 policiais federais e três auditores da CGU.