Transparência Pública

EBT

Nova edição da Escala Brasil Transparente recebe inscrições para avaliar municípios

publicado: 28/03/2016 13h35, última modificação: 28/03/2016 14h43
Para participar, os entes devem enviar e-mail com manifestação de interesse. Índice da CGU avalia o cumprimento da Lei de Acesso à Informação no país

Até 15 de abril, os municípios brasileiros podem se inscrever para a terceira edição da Escala Brasil Transparente (EBT), metodologia criada pela Controladoria-Geral da União (CGU) para medir a transparência de estados e municípios do país. Para participar da avaliação, os entes devem enviar e-mail com manifestação de interesse para , com as informações: nome do município e da unidade da federação (UF), nome do responsável pela página de transparência da prefeitura, e-mail oficial e telefone.

A ideia da escala é refletir sobre o cenário de transparência em todo o Brasil. Podem se inscrever quaisquer municípios, independente do número de habitantes. Todos os entes avaliados receberão uma nota de 0 a 10 pontos, calculada pela soma de dois critérios (conheça a metodologia): regulamentação da Lei de Acesso (25%) e efetiva existência e atuação do Serviço de Informação ao Cidadão (75%). Na última versão da escala, a criação de uma nota gerou um ranking dos entes avaliados. 

Na nova edição da EBT, a expectativa é ampliar a amostra de análise, em comparação com a anterior, que avaliou 1.613 entes federativos (estados e municípios). Será levada em consideração a representatividade estadual e regional na escolha dos entes. Uma amostra probabilística também está sendo utilizada para permitir inferências nos níveis estadual, municipal e nacional por portes populacionais.

Com o resultado, a CGU pretende aprofundar o monitoramento da transparência pública e gerar um acompanhamento das ações realizadas por estados e municípios. Aqueles com dificuldade em implementar os mecanismos de transparência pública previstos na Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/11) poderão entrar em contato com a CGU nos estados para solicitar o auxílio do órgão por meio do Programa Brasil Transparente.