Parcerias Institucionais

CAPACITAÇÃO

Servidores da CGU no Rio Grande do Norte recebem treinamento sobre combate à lavagem de dinheiro

publicado: 06/05/2015 10h46, última modificação: 08/05/2015 11h34
Curso foi ministrado por representantes do Ministério Público, Ministério da Justiça, COAF e PF

Os servidores da Controladoria-Geral da União no Rio Grande do Norte (CGU-Regional/RN) participaram, de 27 a 30 de abril, do Curso de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, promovido pelo Ministério Público do Estado. O curso faz parte do Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (PNLD).

Idealizado para explorar de modo integrado as iniciativas de capacitação e treinamento dos órgãos participantes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla) (entre os quais a CGU está inserida) o curso inaugura a criação de uma comunidade de aprendizado contra a lavagem de dinheiro não limitada pelo espaço físico, geográfico ou temporal e caracterizada pela flexibilidade, interligada e complementar.

Membros do Ministério Público do Rio Grande do Norte e do Rio Grande do Sul, servidores do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União ministraram diversas palestras sobre instrumentos de combate ao crime. Entre os temas abordados, estão técnicas especiais de investigação, inteligência financeira, técnicas de investigação financeira, integridade no Setor Privado, combate à corrupção em licitações e contratos públicos e recuperação de ativos como instrumento de combate ao crime.

Os servidores da CGU-Regional/RN que participaram do evento elogiaram a escolha de temas ligados ao trabalho desenvolvido pelo órgão no combate à corrupção. Foi conclusão unânime entre os participantes que os melhores resultados - nos quais foi possível efetivamente identificar e punir os autores do crime e recuperar pelo menos parte do dinheiro desviado - foram alcançados graças à união de esforços e cooperação entre os órgãos fiscalizadores.