Waldir Pires

por ASCOM publicado 12/01/2015 12h21, última modificação 12/01/2015 12h21
Conheça o perfil e a atuação do ex-ministro do Controle e da Transparência, Waldir Pires.

Ministro do Controle e da Transparência, Waldir Pires, comandou a CGU de 2003 até março de 2006.Francisco Waldir Pires de Souza nasceu no dia 21 de outubro de 1926, no município de Acajutiba, na Bahia. Passou a infância em Amargosa (BA), onde estudou o primário, e cursou o antigo ginásio no Colégio Clemente Caldas, em Nazaré das Farinhas (BA). É formado em Direito, pela Faculdade de Direito da Bahia. Na década de 60, exerceu a função de coordenador dos cursos jurídicos da Universidade de Brasília (UnB), onde era também professor de Direito Constitucional.

Ex-governador da Bahia (1986/87), Waldir Pires tem extenso currículo político, tendo sido deputado estadual (1955/1958) e deputado federal em três oportunidades (1959/1962), (1990/1993), (1999/2002). Exerceu a função de  consultor-geral da União, em 1963, convidado pelo então presidente João Goulart, cargo responsável pelas análises e pareceres da juridicidade e da constitucionalidade.

Em 2003, foi nomeado ministro do Controle e da Transparência, o primeiro da recém criada Controladoria-Geral da União (CGU), órgão de controle interno do Poder Executivo Federal responsável pela defesa do patrimônio público, combate à corrupção e incremento da transparência na gestão.  Além de ministro da CGU, comandou também os ministérios da Previdência Social (1985/1986) e da Defesa (2006/2007). 

Atuação na CGU

Entre 1º de janeiro de 2003 e 31 de março de 2006, Waldir Pires promoveu ampla estruturação da CGU. O novo órgão, com status de ministério, inicialmente reuniu as estruturas da Secretaria Federal de Controle Interno, Ouvidoria-Geral da União e Corregedoria-Geral da União. 

Implementou importantes políticas de controle da Administração Pública e de prevenção e combate à corrupção. Nesse contexto, destacam-se o Programa de Fiscalização a partir de Sorteios Públicos, com auditorias dos recursos federais transferidos a estados e municípios, o programa de capacitação de cidadãos para atuarem no controle social Olho Vivo no Dinheiro Público,  e o Portal da Transparência, ferramenta de prestação de contas governamental reconhecida e premiada no Brasil e no exterior.

Durante a gestão de Waldir Pires, a CGU foi responsável por organizar o  IV Fórum Global de Combate à Corrupção, sediado em Brasília, entre os dias 7 a 10 de junho de 2005. Os mecanismos de prevenção da corrupção ganharam maior dimensão e foram reunidos na Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas (SPCI), criada no início de 2006.