Competências

por ASCOM publicado 16/10/2018 13h45, última modificação 17/10/2018 11h04
Veja as competências da estrutura de governança da CGU.

Ao CGGE compete:

I - executar a política de governança pública, de maneira a incorporar os princípios e as diretrizes definidos no Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017;

II - seguir as recomendações oriundas de manuais, guias e resoluções do Comitê Interministerial de Governança e encaminhar as propostas que visem atender os princípios e as diretrizes de governança pública estabelecidos no Decreto nº 9.203, de 2017;

III - incentivar, promover e monitorar a implementação de diretrizes e de melhores práticas organizacionais de governança;

IV - orientar a alta administração na implementação e na manutenção de processos, estruturas e mecanismos adequados à incorporação dos princípios e das diretrizes de governança; 

V - aprovar, monitorar e avaliar o Planejamento Estratégico da CGU; 

VI - estabelecer diretrizes, objetivos, iniciativas e indicadores estratégicos;

VII - incentivar e promover ações que busquem implementar o acompanhamento de resultados no órgão ou na entidade e que promovam soluções para melhoria do desempenho institucional.

VIII - estabelecer diretrizes e realizar as priorizações para as ações estratégicas da CGU, de acordo com a missão e os objetivos estratégicos da CGU;

IX - aprovar o planejamento e acompanhar a execução das ações estratégicas e decidir sobre seu cancelamento ou suspensão; 

X - realizar o monitoramento e a avaliação das ações estratégicas da CGU; e

XI - exercer outras atividades correlatas.

Aos CG compete:

I - auxiliar o CGGE na execução de suas competências;

II - propor ao CGGE: a) a aprovação de propostas de ações estratégicas alinhados à missão e aos objetivos estratégicos da CGU; b) a revisão da priorização das ações estratégicas, observados os critérios de alinhamento estratégico e urgência;  c) a alteração substancial de escopo, de prazo e de custos das ações estratégicas; d) a definição dos cronogramas de implantação das ações estratégicas; e, e) o cancelamento ou suspensão das ações estratégicas.

III - acompanhar o desenvolvimento e a implementação das ações estratégicas, de acordo com a priorização definida pelo CGGE;

IV - promover as articulações necessárias para o adequado desenvolvimento das ações estratégicas;

V - propiciar canais de participação dos servidores da CGU nas ações estratégicas; e VI - exercer outras atividades definidas pelo CGGE.

Às UO compete:

I - conduzir operacionalmente as ações estratégicas;

II - prezar pela qualidade dos produtos desenvolvidos;

III - prezar pelo cumprimento do cronograma de implantação das ações estratégicas, propondo ao CG alteração do prazo, escopo ou custos, quando necessário; e IV - propor o aperfeiçoamento das ações estratégicas e dos produtos desenvolvidos.