Ética e Integridade

Ética

Ministro da CGU fala sobre cultura da integridade em Fórum sobre Governança do GDF

publicado: 23/10/2019 08h14, última modificação: 23/10/2019 08h15
Wagner Rosário destacou a liderança, estratégia e mecanismos de controle para o desenvolvimento de um plano de governança eficaz
Ministro da CGU fala sobre cultura da integridade em Fórum sobre Governança do GDF

“Não adianta criarmos leis e normas se as pessoas não tiverem princípios de integridade", afirmou o ministro da CGU - Foto: Ascom/CGU

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, participou como palestrante, nessa terça-feira (22), em Brasília, do 1° Fórum de Governança e Compliance do Governo do Distrito Federal (GDF). Wagner Rosário participou do painel Cultura da Integridade na Administração Pública e destacou a importância da liderança bem estabelecida, da estratégia direcionada e de mecanismos de controle para o desenvolvimento de um plano de governança eficaz. 

“Quando se desenvolve um programa de governança e integridade, trabalha-se com liderança, estratégia e mecanismos de controle. Ou seja, é preciso uma liderança bem estabelecida, com pessoas comprometidas técnica e moralmente, e isso inclui o envolvimento não só da alta administração, cujo contato com demais servidores é pequeno, mas sim o envolvimento de pessoas do plano tático e operacional”, ressaltou Wagner Rosário. 

O ministro acrescentou ainda que uma estratégia bem consolidada e direcionada, com o conhecimento dos riscos a que a unidade está exposta, é de fundamental importância para a boa gestão. “Identificados os riscos, é hora de iniciar um trabalho de formação, comunicação e conscientização. Nós mudamos a cultura da empresa ou de uma organização pública quando todos sabem que o cometimento de faltas será detectado e sancionado e aí sim os mecanismos efetivos de prevenção podem ser efetivamente criados”, afirmou. 

“Não adianta criarmos leis e normas se as pessoas não tiverem princípios de integridade. É melhor darmos uma diretriz, estabelecer uma cultura onde as pessoas tenham uma visão mais clara do processo.  E precisamos também dar o exemplo de comportamento e atuação. É um trabalho a longo prazo. Trata-se de uma política de Estado e não de governo”, finalizou Rosário. 

Participaram também do painel, a coordenadora-geral de Integridade Pública da CGU, Carolina Carballido, como mediadora, e a diretora na Secretaria-Executiva do Ministério da Economia, Érica Nassar, como palestrante. 

Fórum 

O Fórum, destinado a servidores e empregados dos órgãos e entidades da administração direta e indireta do GDF, aconteceu nos dias 21 e 22 de outubro e foi organizado pela Casa Civil e pelas subsecretarias de Governança, Compliance e Assessoria de Assuntos Estratégicos. O objetivo do evento foi apresentar as principais diretrizes para a construção de uma gestão pública mais eficiente. 

O evento apresentou painéis sobre a importância da governança e do compliance no âmbito nacional e do DF; a governança no Judiciário e como mecanismo de mudança; cultura da integridade na administração pública: avanços e desafios; integridade nas estatais, entre outros.