Atividade Disciplinar

Parceria

Programa de Fortalecimento de Corregedorias recebe adesão do Acre e Rio Branco

publicado: 08/05/2019 08h02, última modificação: 08/05/2019 08h02
PROCOR busca auxiliar os órgãos e as entidades da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios na execução de suas atividades correcionais
Programa de Fortalecimento de Corregedorias recebe adesão do Acre e Rio Branco

Corregedor-Geral do Município de Rio Branco e Superintendente da CGU no Acre - Foto: Ascom/CGU

A Controladoria Regional da União no Acre recebeu, nessa terça-feira (7), a adesão da  Procuradoria-Geral do Estado e da Controladoria-Geral de Rio Branco ao Programa de Fortalecimento de Corregedorias (PROCOR). Os termos foram assinados pelo superintendente da CGU, Ciro Jônatas de Souza Oliveira, e, respectivamente, pela corregedora-geral da PGE-AC, Sárvia Silvana Santos Lima, e pelo corregedor-geral do Município, Maurilho da Costa Silva.

O Acre é o nono governo estadual e Rio Branco a sexta capital a aderir ao PROCOR. As tratativas junto aos referidos órgãos foram iniciadas pelo Núcleo de Ações de Ouvidoria e Prevenção à Corrupção da Regional (NAOP/CGU-AC). Confira todos os entes participantes do Programa

Atuação conjunta 

O PROCOR, instituído pela Portaria nº 1.000/2019, busca aprimorar, fomentar, fortalecer os mecanismos de controle interno para apoiar, auxiliar os órgãos e as entidades da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios na execução de suas atividades correcionais. 

A participação é voluntária, mediante assinatura do Termo de Adesão, que deverá ser entregue em alguma das Unidades Regionais da CGU no Estados.

As instituições aderentes receberão cursos e treinamentos na área; distribuição de material orientativo; além de sistemas informatizados da Corregedoria-Geral da União (CRG). Elas também farão parte da Rede de Corregedorias, que integrará informações e definirá estratégias conjuntas de atuação.

O Programa tem como objetivos: a integração das atividades correcionais; o aprimoramento na condução de procedimentos correcionais; o aperfeiçoamento da gestão de processos; o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções inovadoras para aperfeiçoar as apurações correcionais; e o intercâmbio de informações e de experiências entre as Corregedorias.

registrado em: , , , ,