Notícias

Parceria

Ministro da CGU viaja à Espanha para fortalecer cooperação técnica com o Brasil

publicado: 21/05/2019 17h54, última modificação: 21/05/2019 17h54
Em Madri, participou de reunião na Fiscalía General del Estado para intercâmbio de informações. Em Salamanca, palestrou sobre medidas anticorrupção
Ministro da CGU viaja à Espanha para fortalecer cooperação técnica com o Brasil

Ministro Wagner Rosário participou de reunião com integrantes da Fiscalía General del Estado

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, realizou, no início desta semana, viagem à Espanha. Na tarde de segunda-feira (20), em Madri, ele participou de reunião com a titular da Fiscalía General del Estado (FGE), María José Segarra Crespo. O objetivo foi iniciar a construção de fluxos rápidos para o intercâmbio de informações entre os dois países no tocante à responsabilização de empresas por atos de corrupção.

O encontro contou com as presenças da fiscal-chefe do Departamento de Cooperação Penal Internacional da FGE, Rosana Morán; do fiscal-chefe da Câmara Anticorrupção da FGE, Alejandro Luzón; do embaixador do Brasil no Reino da Espanha, Pompeu Andreucci Neto; e da chefe da Assessoria para Assuntos Internacionais da CGU, Camila Colares Bezerra.

Salamanca

Já na manhã de terça-feira (21), na Universidade de Salamanca (USAL), o ministro realizou palestra para estudantes sobre “Medidas Anticorrupção no Brasil”. Ele apresentou importantes iniciativas conduzidas pela CGU, tais como: acordos de leniência, Portal da Transparência, Lei de Acesso à Informação (LAI); Parceria para Governo Aberto (OGP); Programa “Um por Todos e Todos por Um” Pela Ética e Cidadania; e Empresa Pró-Ética.


Wagner Rosário apresentou iniciativas conduzidas pela CGU em palestra na Universidade de Salamanca (USAL)

Rosário também falou sobre a recente definição de critérios mínimos para ocupação de cargos na Administração Pública Federal (Decreto nº 9.727/2019); do projeto de regulamentação da agenda de autoridades públicas; e da implementação de programas de integridade no Governo Federal. O ministro destacou, ainda, trabalhos do órgão nas áreas de ouvidoria, de corregedoria e de controle interno.

O evento contou com a participação do reitor, Ricardo Rivero; e do ex-reitor e diretor do Centro de Estudos Brasileiros da Universidade (CEB), Ignacio Berdugo.

O convite para a palestra reforça o vínculo de colaboração entre as duas instituições, especialmente no que se refere aos estudos promovidos pela USAL nas áreas de estratégias anticorrupção, políticas de integridade, democracia e boa governança. Vale lembrar que o ministro Wagner Rosário tem mestrado em Estado de Direito e Luta contra a Corrupção pela Universidade de Salamanca.