Auditoria e Fiscalização

Publicações

CGU publica novo padrão de relatórios de auditoria

publicado: 19/03/2019 14h45, última modificação: 19/03/2019 14h46
Orientação Prática uniformiza elaboração e revisão de relatórios para melhor comunicação de resultados
CGU publica novo padrão de relatórios de auditoria

Procedimentos devem ser respeitados tanto no processo de elaboração de relatórios, quanto na fase de revisão

A Controladoria-Geral da União (CGU), por meio da Secretaria Federal de Controle Interno (SFC), divulga o novo documento padrão para uniformizar os relatórios de auditoria do órgão de controle. O objetivo é promover a competência profissional dos auditores da CGU na etapa de comunicação dos resultados aos gestores públicos e à sociedade.

>> Acesse a Orientação Prática: Relatório de Auditoria

A “Orientação Prática: Relatório de Auditoria” foi detalhada durante a Reunião Geral de Assessoramento da SFC, nesta terça-feira (19), em Brasília. O documento estabelece diretrizes sobre a elaboração dos relatórios, bem como formas de apresentação. Além da comunicação eficaz, o guia contribui ainda para elevar a qualidade dos relatórios emitidos pela CGU, em conformidade com os princípios da Auditoria Interna Governamental, dispostos no Referencial Técnico publicado em 2017. 

Os procedimentos da nova orientação devem ser respeitados tanto no processo de elaboração de relatórios, quanto na fase de revisão. O documento é dividido em cinco capítulos: Comunicação dos Resultados; Planejamento; Componentes; Aspectos Formais e Revisão. Um dos elementos mais importantes é o highlight, resumo de até uma página que fornece uma visão geral e concisa do trabalho realizado pela CGU com os respectivos resultados. A orientação também padroniza aspectos gerais de formatação, como quadros, figuras e tabelas.  

O documento é uma orientação complementar ao já existente Manual de Orientações Técnicas, aprovado pela Instrução Normativa SFC nº 8/2017. De acordo com as duas publicações, as comunicações por meio de relatórios de auditoria devem ser claras, completas, concisas, construtivas, objetivas, precisas e tempestivas. Além desses atributos, são tratados outros fatores que contribuem para a qualidade da redação, como: coerência, coesão e sobriedade.

Os trabalhos de auditoria e fiscalização produzidos pela CGU são publicados na Internet, por meio da Pesquisa de Relatórios.