Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > 12 > Crianças cidadãs marcam Dia Internacional contra a Corrupção

Controle Social

Crianças cidadãs marcam Dia Internacional contra a Corrupção

Educação Cidadã

Evento da CGU premiou alunos e escolas vencedores do 9º Concurso de Desenho e Redação, com participação da Turma da Mônica
publicado: 07/12/2017 19h04 última modificação: 08/12/2017 07h58
Ascom/CGU A cerimônia contou com participação especial e animação dos personagens da Turma da Mônica, ação em parceria com o Instituto Maurício de Sousa.

A cerimônia contou com participação especial e animação dos personagens da Turma da Mônica, ação em parceria com o Instituto Maurício de Sousa.

Num dos destaques da programação do Dia Internacional contra a Corrupção, a CGU promoveu, hoje (7), a premiação do 9º Concurso de Desenho e Redação, em Brasília. Ao todo, oito alunos e professores de escolas públicas e particulares foram premiados, além de três instituições de ensino reconhecidas na categoria “Escola Cidadã”. A cerimônia contou com participação especial e animação dos personagens da Turma da Mônica, ação em parceria com o Instituto Maurício de Sousa.

>>> Confira a galeria de fotos
>>> Conheça os trabalhos premiados e as escolas-cidadãs

Com o tema “Todo dia é dia de cidadania”, a 9ª edição do concurso promovido pela CGU mobilizou cerca de 410 mil alunos, 14 mil professores e 2 mil instituições de ensino. No período de inscrições, entre abril e setembro de 2017, foram enviados para avaliação 7,6 mil trabalhos. Os alunos autores e os professores orientadores receberam um tablet e certificado. As instituições com a melhor estratégia para debater o tema em sala de aula ganharam um computador cada, além do certificado de reconhecimento.

A diretora Elisângela Gomes, do Centro de Ensino Sesi do Gama (DF), uma das escolas-cidadãs, afirmou que a instituição se preocupa em fazer a diferença na vida dos alunos. “Cada aluno aqui representado não comemora apenas mais um dia, mas sim uma mudança de atitude. Espero que as raízes desse trabalho cresçam e que os nossos frutos sejam colhidos de geração em geração”, ressaltou.

O Colégio Batista de Brasília, representado pela diretora Adriana de Carvalho, também foi reconhecido como escola-cidadã. “A corrupção é uma questão de valor. Valor é uma questão de escolha e escolha é uma questão de ética. Que nós possamos colocar em nossos corações as sementes de bons cidadãos”, afirmou a diretora.

A premiação contou com as presenças do secretário-executivo, José Marcelo de Carvalho, e da secretária de Transparência e Prevenção da Corrupção, Claudia Taya. No encerramento, a CGU também anunciou o tema da próxima edição: “Ser honesto é legal”.

Concurso

O concurso foi direcionado a estudantes regularmente matriculados em escolas públicas e privadas do país, sendo divido em 14 categorias. Nas categorias de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os alunos concorreram com trabalhos do tipo “Desenho”. Nas categorias de 6º ao 9º ano do ensino fundamental, 1º ao 3º do ensino médio, incluindo a modalidade de educação de jovens e adultos (EJA), os alunos concorreram com trabalhos do tipo “Redação”.

O objetivo da iniciativa foi despertar nos estudantes o interesse por assuntos relacionados ao controle social, à ética e à cidadania, por meio do incentivo à reflexão e ao debate desses assuntos nos ambientes educacionais.