Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > 11 > CGU participa de conferência anticorrupção da Organização das Nações Unidas

Articulação Internacional

CGU participa de conferência anticorrupção da Organização das Nações Unidas

Convenção

Ministro Wagner Rosário chefiou a delegação brasileira e destacou os avanços da Operação Lava Jato
publicado: 13/11/2017 17h58 última modificação: 13/11/2017 18h39
UNODC Wagner Rosário também se reuniu com o diretor executivo da UNODC, Yury Fedotov, para debater projetos de cooperação

Wagner Rosário também se reuniu com o diretor executivo da UNODC, Yury Fedotov, para debater projetos de cooperação

O ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, participou da 7ª Conferência dos Estados Partes da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção (COSP), realizada entre os dias 6 e 10, em Viena, na Áustria. O ministro proferiu discurso durante a cerimônia de abertura do evento e destacou os avanços do país nos últimos anos na prevenção e no combate à corrupção.

Wagner Rosário salientou os resultados obtidos com a Operação Lava Jato, a aprovação da Lei de Estatais e o lançamento da Política Nacional de Dados Abertos. Também mencionou a importância da cooperação jurídica internacional para a instrução de processos administrativos e da assistência técnica internacional em temas anticorrupção. O ministro chefiou a delegação brasileira, composta por representantes da CGU, da Advocacia-Geral da União (AGU), do Ministério Público Federal (MPF), do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e da Comissão de Ética Pública (CEP).

Durante o evento também houve a participação de representantes da CGU em dois painéis: um sobre a participação da sociedade civil no combate à corrupção, organizado pelo México, e outro sobre a responsabilização de pessoas jurídicas, organizado pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC). Além disso, a conferência debateu temas como recuperação de ativos; integridade nos setores público e privado e em empresas estatais; e corrupção nos esportes.

A Conferência dos Estados Partes ocorre a cada dois anos e é o evento de mais alto nível da Convenção da ONU contra a Corrupção, reunindo importantes autoridades de todo o mundo para debater o tema. O objetivo é ser uma plataforma de compartilhamento de boas práticas. A sessão deste ano contou com a presença de cerca de 1.600 pessoas, entre autoridades governamentais, representantes de organizações da sociedade civil e outros interessados.

Cooperação

Durante o evento, o ministro Wagner Rosário também se reuniu com o diretor-executivo da UNODC, Yury Fedotov. Na ocasião, foi debatida a continuidade da cooperação entre a organização internacional no Brasil e a CGU para o desenvolvimento de projetos na área de prevenção e combate à corrupção.