Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > 10 > Ministro da Transparência participa de seminário sobre nova lei das estatais

Responsabilização de Empresas

Ministro da Transparência participa de seminário sobre nova lei das estatais

Evento

Wagner Rosário destacou contribuições da CGU para efetividade do normativo
publicado: 10/10/2017 16h58 última modificação: 10/10/2017 17h03
FGV-EESP Evento reuniu especialistas e autoridades do Executivo e do Legislativo para discutir como as empresas públicas têm se comportado perante o novo arcabouço legal

Evento reuniu especialistas e autoridades do Executivo e do Legislativo para discutir como as empresas públicas têm se comportado perante o novo arcabouço legal

O ministro substituto da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, participou, no dia 6 de outubro, em São Paulo, do seminário “Balanço da Nova Lei das Estatais”. O evento, realizado pela Fundação Getúlio Vargas, através da Escola de Economia de São Paulo (FGV/EESP), reuniu especialistas e autoridades do Executivo e do Legislativo para discutir como as empresas públicas têm se comportado perante o novo arcabouço legal.

Rosário compôs a mesa de abertura ao lado do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo de Oliveira; do ministro do TCU, Benjamin Zymler; do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Ochhi; e do diretor da FGV/EESP, Yoshiaki Nakano.

O ministro também foi um dos palestrantes do painel “A importância da nova Lei das Estatais”. Ele destacou as contribuições da CGU para a efetividade da Lei nº 13.303/2016: auditorias nas áreas de governança, integridade e sustentabilidade econômica e financeira dessas empresas; avaliações quanto aos investimentos e desinvestimentos; gestão de riscos (normativos e ações de capacitação); e formulação de diretrizes para elaboração dos regulamentos internos de licitações e contratos.

No período da tarde, João Carlos Figueiredo Cardoso, diretor de Auditoria de Estatais (DAE), da Secretaria Federal de Controle Interno da CGU, participou de mesa redonda sobre a promoção e aplicação da Lei das Estatais. O auditor expôs as estratégias do Ministério da Transparência de fiscalização quanto à legitimidade, economicidade e eficácia da aplicação dos recursos pelas empresas públicas.

A DAE foi criada em novembro de 2016 e é composta pelas Coordenações-Gerais de Auditoria de Estatais dos setores Financeiro e de Desenvolvimento; Petróleo, Gás e Mineração; Logística e Serviços; e Energia e Tecnologia.

registrado em: , ,