Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > 10 > CGU publica novos enunciados sobre processos administrativos sancionadores

Atividade Disciplinar

CGU publica novos enunciados sobre processos administrativos sancionadores

Entendimento

Textos dispõem sobre regras de admissibilidade de prova emprestada e acesso a conteúdo de procedimentos correcionais por acusados
publicado: 11/10/2017 15h03 última modificação: 11/10/2017 15h07
Temas foram propostos e aprovados pela Comissão de Coordenação de Correição (CCC), colegiado presidido pela CGU e composto por diversos órgãos e entidades.

Temas foram propostos e aprovados pela Comissão de Coordenação de Correição (CCC), colegiado presidido pela CGU e composto por diversos órgãos e entidades.

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), por meio da Corregedoria-Geral da União,  publicou nesta quarta-feira (11) dois novos enunciados para unificar entendimentos jurídicos que devem ser seguidos pelas corregedorias do Poder Executivo Federal. Os enunciados dispõem sobre as regras de admissibilidade da prova emprestada oriunda de interceptação telefônica nos processos administrativos sancionadores, bem como sobre o acesso ao conteúdo de procedimentos correcionais por parte dos acusados. 

Confira a íntegra dos enunciados:

18º - "É lícita a utilização de interceptações telefônicas autorizadas judicialmente para fins de instrução de procedimento correcional"

19º -  "Havendo conexão a justificar a instauração de procedimento correcional com mais de um acusado, a todos eles será garantido o acesso integral aos documentos autuados. 

Os temas foram propostos e aprovados pela Comissão de Coordenação de Correição (CCC), colegiado presidido pela CGU e composto por diversos órgãos e entidades. A normatização realizada pelo colegiado tem como objetivo harmonizar, no âmbito do Sistema de Correição do Poder Executivo Federal, questões relevantes para o desenvolvimento da atividade disciplinar. Todos os enunciados já publicados, bem como as respectivas exposições de motivos, podem ser acessadas na seção Atividade Disciplinar.