Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > 12 > Ministério da Transparência participa da 4º Cúpula Global da Parceria Governo Aberto

Transparência Pública

Ministério da Transparência participa da 4º Cúpula Global da Parceria Governo Aberto

OGP

Evento reúne 70 países para debater promoção da transparência e combate à corrupção
publicado: 06/12/2016 16h33 última modificação: 06/12/2016 16h33

O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) participa, entre os dias 7 e 9 de dezembro, em Paris (França), da 4ª edição da Cúpula Global da Parceria para Governo Aberto (OGP). O evento busca assegurar compromissos concretos, por parte de governos de diversos países, no sentido de promover a transparência; combater a corrupção; incrementar a participação social; e adotar novas tecnologias que propiciem administrações mais eficientes e responsáveis. 

A 4ª Cúpula envolverá três mil representantes de 70 países, entre chefes de estado, ministros, servidores públicos, parlamentares, empresas start-ups e inovadores digitais, organizações da sociedade civil, pesquisadores e jornalistas. A programação inclui palestras, painéis de debate e workshops, com vistas a permitir a troca de experiências e avançar com a agenda do governo aberto frente aos desafios globais.

Para o presidente da França, François Hollande, cidadãos em todo o planeta demonstram o desejo de se engajar, de serem ouvidos, de participar da vida pública. “A democracia é um bem comum, precioso e frágil. Ela está ameaçada pelo terrorismo, pela abstenção e por disputas de toda a espécie. Temos, portanto, de fazer um esforço considerável em conjunto para renová-la e, assim, torná-la novamente um símbolo de esperança para as pessoas”. 

O Brasil estará representado pelo ministro da Transparência, Torquato Jardim, pelo diretor de Transparência e Controle Social (DTC), Otávio Moreira de Castro Neves, e pela Coordenadora-Geral de Acordos e Cooperação Internacional (CGACI), Camila Colares Bezerra.

Histórico

A OGP foi iniciada oficialmente em setembro de 2011, quando os oito países fundadores (Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Tailândia, Filipinas, Noruega, África do Sul e México) adotaram a declaração de governo aberto e anunciaram seus primeiros planos de ação.

No Brasil, a instância responsável pela elaboração, implementação, monitoramento e avaliação dos Planos de Ação Nacional é o Comitê Interministerial para Governo Aberto (CIGA), composto por 18 ministérios do Governo Federal, entre eles o da Transparência, e coordenado pela Casa Civil da Presidência da República.