Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > 12 > Ministério da Transparência divulga curtas sobre corrupção no cotidiano dos brasileiros

Controle Social

Ministério da Transparência divulga curtas sobre corrupção no cotidiano dos brasileiros

Participação

Vídeos promovem reflexão sobre atitudes ilegais que costumam ser culturalmente aceitas
por Ascom publicado: 23/12/2016 17h09 última modificação: 28/12/2016 11h39

“1 minuto contra a corrupção”. Esse foi o tema do concurso de curtas metragens realizado pela Unidade Regional do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) na Paraíba, em parceria com a Universidade Federal do Estado (UFPB). Ao todo, 22 vídeos foram inscritos. Após análise da comissão julgadora, três foram selecionados. Em comum, todos abordam a importância de se combater atitudes ilegais, presentes no cotidiano dos brasileiros, que costumam ser minimizadas ou culturalmente aceitas.

O primeiro curta traz o depoimento real de uma cadeirante, que tem sua rotina prejudicada em razão de pessoas que não respeitam as vagas de estacionamento para deficientes. O segundo traz a história fictícia de um rapaz que, após levar para casa um celular esquecido no ponto de ônibus, se arrepende e decide devolver o aparelho à dona. Já o terceiro vídeo mostra o diálogo entre um vendedor ambulante e um motorista. Enquanto reclamam da corrupção dos políticos, ambos agem de maneira desonesta durante a compra de uma garrafa de água.

Assista aos filmes na íntegra:

Classificação

Autor

Vídeo (YouTube)

Lael Freitas de Arruda

A responsabilidade é de todos

Yan Correia Toscano de Almeida

A cegueira da Corrupção

Hildemárcio do Nascimento Lins

Eu, tu, ele...nós, vós, eles...


Dia Internacional

O concurso de curtas fez parte das atividades alusivas ao Dia Internacional Contra a Corrupção, celebrado oficialmente no dia 9 de dezembro. Os vídeos foram avaliados pelo professor da UFPB João de Lima; o cineasta Wills Leal, da Academia Paraibana de Cinema (APC); e o auditor Walber Alexandre de Oliveira e Silva, da Regional do Ministério da Transparência.

Os vencedores receberam tablets e bolsas de estudo para cursos de inglês e de fotografia. Os prêmios foram entregues em sessão especial do 11º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro. Na ocasião, também foi exibido o curta “Algo mais explícito”, do diretor Cavi Borges, e aberta uma roda de debates entre os organizadores do evento e representantes do Instituto Soma Brasil, do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco-MPPB) e do Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB).

Campanha

Em 2013, o Ministério da Transparência lançou a campanha “Pequenas Corrupções – Diga Não”. As peças desenvolvidas para as redes sociais do Órgão buscam chamar a atenção e promover a reflexão sobre práticas comuns que são ignoradas como antiéticas e até mesmo ilícitas: falsificar carteirinha de estudante; colar na prova; roubar TV a cabo; comprar produtos piratas; furar fila; tentar subornar o guarda de trânsito para evitar multas; aceitar troco a mais; entre outras. Em 2014, as postagens alcançaram 10 milhões de usuários no Facebook

registrado em: , , ,