Institucional

Premiação

Ministro da Transparência participa do Prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Públicas

publicado: 29/11/2016 18h56, última modificação: 29/11/2016 19h03
Órgãos, entidades e cinco municípios foram os premiados pelo TCU nos quesitos liderança, estratégia e controle. Iniciativa visa incentivar a correta aplicação de recursos públicos federais
Ministro participa do Prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Públicas

Torquato Jardim entregou o prêmio ao Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro - Foto: Secom/TCU

O Ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União, Torquato Jardim, participou, nesta terça-feira (29), da cerimônia de entrega do Prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Públicas, instituído pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A iniciativa visa incentivar uma mudança de cultura na aplicação de recursos públicos federais e motivar o aperfeiçoamento dos serviços prestados pelos entes públicos à sociedade brasileira.

Autoridades presentes premiaram os três órgãos da administração direta (Banco Central, Ministério da Educação e Departamento de Engenharia e Construção do Exército), três da administração indireta (Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal e Hospital de Clínicas de Porto Alegre), além de cinco municípios cada uma das regiões do país. A avaliação foi realizada de acordo com os critérios de governança: liderança, estratégia e controle.

Torquato Jardim entregou o prêmio ao general Oswaldo Ferreira, que representou o Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro. Os onze vencedores foram agraciados com diploma e troféu. Os destaques na administração pública receberam também uma bolsa de estudos para cursos de pós-graduação no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). 

Participaram do evento, o presidente Michel Temer, o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros; o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg; o presidente do TCU, Aroldo Cedraz e o ministro do TCU, Augusto Nardes, coordenador do projeto, e demais autoridades.

Integração

Em discurso, Michel Temer afirmou que a ação conjunta entre os poderes do Estado é fundamental para a boa gestão e eficiência da máquina pública. “Precisamos nos entrosar. Os vários poderes do Estado precisam de interação para podermos fazer o país crescer, desenvolver e ocupar o papel que realmente merece no âmbito internacional. Por isso, este prêmio nos lembra do papel chave da boa gestão e da eficiência para o futuro do Brasil”, disse.

O presidente do TCU, Aroldo Cedraz, também defendeu a necessidade da harmonia entre os órgãos. “Reforço a necessidade do entrosamento indispensável entre a área pública e o setor privado. Esta iniciativa do Prêmio Mérito mostra que o Brasil tem potencialidades extraordinárias e elas aqui hoje serão reveladas e compartilhadas. Esperamos essa harmonia entre os poderes da República. Queremos que o nosso país volte a crescer”, afirmou.

O ministro do TCU, Augusto Nardes, coordenador do projeto, ressaltou que é preciso boa gestão política para integrar os 15 milhões de servidores públicos do Brasil. “Integrar a nação é criar oportunidade para um pacto da boa governança. As nações fracassam quando as instituições são frágeis”, destacou.