Articulação Internacional

integridade e compliance

Controladoria fará parte da Alliance for Integrity no Brasil

publicado: 14/04/2016 11h52, última modificação: 14/04/2016 11h52
A iniciativa envolve o setor privado, sociedade civil, organizações políticas e instituições internacionais na promoção de ações de integridade

Na última quarta-feira (13), a Controladoria-Geral da União (CGU) participou do lançamento das atividades da Alliance for Integrity no Brasil (AfIN).  A iniciativa busca envolver diversos atores na construção e promoção de soluções para fortalecer as ações de integridade e compliance no setor privado. 

O evento aconteceu realizado na Câmara Brasil-Alemanha da Indústria e Comércio em São Paulo e contou com a presença de representantes do setor privado, de organizações da sociedade civil e de órgãos governamentais.

Criada há três anos, a aliança é encabeçada pela Cooperação Alemã para o Desenvolvimento (GIZ, na sigla em alemão), agência governamental estruturada como companhia privada, mas sem fins lucrativos. Nesse primeiro momento, Brasil, Gana e Índia são os principais focos de atuação da Alliance for Integrity.

A abertura do evento foi realizada pelo embaixador da Alemanha, Dirk Brengelmann, e pelo secretário-executivo da Controladoria-Geral da União (CGU), Carlos Higino. Na programação, também foi apresentado um painel que discutiu os desafios e as oportunidades vinculadas ao fortalecimento da integridade na economia brasileira. Participaram do debate o chefe de Gabinete da CGU, Hamilton Cruz, e representantes da Transparency International, Instituto Ethos, GT Anticorrupção da Rede Brasileira do Pacto Global/Braskem e da Siemens do Brasil.

 Alliance for Integrity

Após uma fase piloto na Índia, a Alliance for Integrity iniciou suas atividades também no Brasil e em Gana. O foco da iniciativa é conectar especialistas locais e diferentes partes interessadas de diversos setores da sociedade, a fim de desenvolver soluções práticas em prol do fortalecimento da integridade.

Na Índia, a Alliance for Integrity realizou uma pesquisa, com a ajuda das Associações da Indústria Indiana (CII) e Alemã (BDI), na qual executivos deram a sua opinião sobre os maiores desafios no combate à corrupção. Com o intuito também de identificar pontos de partida para o trabalho da iniciativa, um estudo semelhante está em andamento no Brasil.

Em primeiro plano, o trabalho no país será reunir o maior número de agentes, a fim de trazer soluções práticas para promover o compliance empresarial. Entre esses agentes, já fazem parte a Controladoria-Geral da União (CGU), a Transparência Internacional, a Rede Brasileira da Pacto Global e o Instituto Ethos como os principais parceiros locais.