Auditoria e Fiscalização

Petroleum Economics

Servidores da CGU recebem capacitação internacional em petróleo e gás

publicado: 30/03/2016 15h14, última modificação: 30/03/2016 18h38
Curso foi ministrado pela especialista americana Jenny Spalding e visa aprofundar o conhecimento dos auditores da Controladoria na área
Servidores da CGU recebem capacitação internacional em petróleo e gás

Entre os assuntos abordados estão os problemas e soluções de integridade, indicadores e análise de risco - Foto: Ascom/CGU

Dezessete servidores da Controladoria-Geral da União participaram, nesta quarta-feira (30), da capacitação “Petroleum Economics”, com o objetivo de aprofundar o conhecimento na área de petróleo e gás, além de auxiliar nos trabalhos de auditoria do órgão. O curso, que ocorre até o dia 1º de abril, em Brasília, é promovido em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Na abertura, o secretário federal de controle interno, Francisco Bessa, destacou a valiosa oportunidade de compartilhar experiências internacionais sobre o tema. “A CGU é responsável por auditar companhias como a Petrobras, por exemplo. Portanto, é sempre importante, cada vez mais, aprendemos e aperfeiçoarmos nossos entendimentos”, analisou.

A capacitação foi ministrada pela especialista americana em engenharia de petróleo, Jenny Spalding, que possui mais de 35 anos de experiência no setor. Inicialmente, Spalding expôs o panorama do petróleo no mundo, a partir da produção e o respectivo preço do barril, e apontou algumas boas práticas que aprendeu em trabalhos no Egito e na Arábia.

Em seguida, a especialista fez uma breve análise econômica do momento atual e falou que a “transparência é uma questão importante para toda companhia de petróleo”. O curso foi ministrado de forma interativa, com a participação dos servidores. Foram abordados assuntos como: problemas e soluções de integridade, indicadores, análise de risco de investimento de capital, entre outros. Participam da capacitação servidores das áreas de auditoria e atividade disciplinar de Brasília, Ceará, Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro.