Transparência Pública

Acesso à Informação

IV Encontro da RedeSIC debate classificação de informações e transparência ativa

publicado: 15/10/2015 09h41, última modificação: 16/10/2015 07h39
Evento reuniu mais de 200 pessoas e teve o objetivo de aprofundar a integração dos serviços de informação do Executivo Federal
Encontro da RedeSIC

Secretária Patrícia Audi também ressaltou o papel da CGU na promoção do acesso à informação e do governo aberto em todo o Brasil. - Foto: Crédito: Enap

A Secretária de Transparência e Prevenção da Corrupção da Controladoria-Geral da União (CGU), Patricia Audi, abriu, nesta quarta-feira (14), em Brasília, o IV Encontro da Rede de Serviços de Informações ao Cidadão (RedeSIC). O evento debateu o tema “Classificação de Informações e Transparência Ativa” e teve o objetivo de aprofundar a integração e a troca de experiências dos serviços de informação do Executivo Federal.

Na oportunidade, Audi destacou a Escala Brasil Transparente (EBT), índice criado pela CGU para medir a transparência pública. Segundo ela, 63% dos municípios avaliados tiraram nota zero na primeira aplicação da metodologia. Os entes que tiveram dificuldades na implementação da Lei de Acesso podem pedir auxílio da Controladoria pelo Programa Brasil Transparente. Em novembro deste ano, a segunda edição da EBT, com uma amostra de 1.500 municípios, deve ser lançada.

Diante de um público de mais de 200 pessoas, a secretária da CGU também ressaltou o papel do órgão na promoção do acesso à informação e do governo aberto em todo o Brasil. "A Controladoria não pode se eximir da responsabilidade de promover a transparência. A transparência e o acesso à informação são conquistas, que nem sempre são fáceis de ser obtidas", concluiu Audi.

Em seguida, o Ouvidor-Geral da União, Luís Fanan, falou sobre os bons resultados já obtidos pelo trabalho da RedeSIC. Para ele, a iniciativa tem sido muito bem-sucedida nas discussões e nas melhorias dos serviços prestados. "A rede não pode acabar, pois o trabalho que realiza é de suma importância para que seja possível consolidar cada vez mais a transparência no Governo Federal", explicou.

A abertura também contou com a presença do presidente-substituto da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Paulo Marques; do secretário-executivo adjunto do Ministério do Planejamento, Guilherme Estrada Rodrigues. O evento ocorre até esta quinta-feira (15) e conta, ainda, com a realização de oficinas e a discussão de temas como boas práticas, avaliação qualitativa das respostas, entre outros.