Auditoria e Fiscalização

Monitoramento

Nova carga de trilhas de auditoria de pessoal é apresentada a órgãos federais

publicado: 30/06/2015 14h44, última modificação: 19/10/2018 09h06
Ferramenta da CGU identifica inconsistências cadastrais ou de pagamentos. Evento reuniu cerca de 130 pessoas, em Brasília
Trilhas de auditoria de pessoal

CGU vai ampliar o controle de gasto de pessoal e aprimorar a prevenção de possíveis inconsistências - Foto: Ascom/CGU

A Controladoria-Geral da União (CGU), por meio da Secretaria Federal de Controle Interno (SFC), apresentou, nesta terça-feira (30), nova carga do Sistema de Trilhas de Auditoria de Pessoal - ferramenta utilizada para identificar inconsistências cadastrais ou de pagamentos. O evento, voltado a representantes de unidades de recursos humanos de órgãos da Administração Pública Federal, reuniu cerca de 130 pessoas, em Brasília.

Durante o encontro, o ministro-chefe da CGU, Valdir Simão, falou sobre a importância do controle de gasto de pessoal para a melhoria da gestão pública, com foco na prevenção e no uso de tecnologia. Simão também destacou a interação entre os gestores e a Controladoria.  A previsão é que, a partir do dia 6 de julho, a nova carga do sistema seja disponibilizada aos órgãos.

A primeira rodada de trilhas gerou o Relatório de Avaliação por Área de Gestão nº 2, publicado em abril de 2015, que avaliou a folha de pagamento do Executivo Federal. A partir da segunda carga, pretende-se ampliar o controle de gasto de pessoal e aprimorar a prevenção de possíveis inconsistências. O trabalho em auditoria de pessoal é um serviço contínuo e permanente realizado pela CGU.

Além do ministro, o Secretário Federal de Controle Interno, Francisco Bessa, ressaltou a relevância da parceria da CGU com os órgãos de recursos humanos. “É o controle primário sendo exercido por vocês a partir de um indicativo que nós, da Controladoria, passamos”, realçou. Também foi dito que, no dia 3 de julho, ocorrerá videoconferência para apresentar as mesmas informações e funcionalidades aos estados.

O Sistema de Trilhas de Auditoria de Pessoal foi desenvolvido para permitir ao usuário maior facilidade, simplicidade e eficiência no processo de correção das falhas identificadas pela CGU. O gestor público pode acessar, pela internet, os resultados dos cruzamentos de dados e registrar as justificativas para cada possível inconsistência.