Auditoria e Fiscalização

Ações Investigativas

Controladoria atua em operação contra fraude a licitações em obras do PAC

publicado: 24/04/2015 09h30, última modificação: 24/04/2015 10h59
Investigação nos municípios de Cuiabá e Sapezal, no Mato Grosso, teve início a partir de nota técnica apresentada pela CGU. Empresa desativada passou a vencer licitações utilizando-se de documentos falsos.

A Controladoria-Geral da União (CGU), em conjunto com a Polícia Federal, deflagra, hoje (24), a Operação Caronte, com o objetivo de desarticular associação criminosa responsável por fraudes a licitações de obras do PAC nos municípios de Cuiabá e Sapezal, ambas em Mato Grosso.

A investigação teve início em 2015 a partir de nota técnica apresentada pela CGU, que identificou possíveis irregularidades em empresa que figurou como única concorrente em licitações dos referidos municípios.

A empresa estava desativada há mais de dez anos e recentemente passou a participar e vencer licitações utilizando-se para tanto de documentos falsos, que não poderiam ter sido emitidos por uma empresa inativa.

O valor total das licitações é de R$ 6,8 milhões sendo que até o presente momento nenhum pagamento foi feito, tendo os órgãos de investigação e controle atuado preventivamente, antes que os recursos públicos fossem mal utilizados ou mesmo desviados.

Estão sendo cumpridos três mandados de prisão temporária, seis mandados de condução coercitiva e oito mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo Juízo da 7ª Vara Federal de Mato Grosso, contando com parecer favorável do Ministério Público Federal.

O nome da operação faz referência à mitologia grega, em que Caronte é o barqueiro que conduz as almas entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos.