Notícias

CGU Participa da 13ª Conferência Nacional de Saúde

publicado: 14/11/2007 00h00, última modificação: 01/05/2014 23h07

A Controladoria-Geral da União (CGU) terá um estande na 13° Conferência Nacional de Saúde, que será aberta hoje à noite pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Servidores da CGU vão estar no local para dar informações sobre as ações de prevenção e combate à corrupção no país. O evento acontece até domingo(18).

De acordo com a diretora de prevenção da corrupção da CGU, Vânia Vieira, os servidores da CGU, estarão à disposição dos 3.068 conselheiros, para orientar e tirar as dúvidas sobre o trabalho de controle social. "Muitas vezes esses conselheiros têm dúvidas sobre as formas de atuar e contribuir para o aprimoramento da política de saúde no que tange ao controle social", esclareceu.

A coordenadora do estande da CGU, Maíra Póvoa, informou que no local estarão disponibilizados os programas desenvolvidos para a prevenção e combate à corrupção no país, entre eles, o Programa Olho Vivo no Dinheiro Público, Programa de Fortalecimento da Gestão Municipal, Portal da Transparência além da revista da CGU. "Vamos exibir vídeos do programa Olho Vivo e dos trabalhos que foram apresentados no concurso de redação, voltado para o ensino fundamental, que teve como tema o combate da corrupção no país", adiantou.

Conferência

A 13ª Conferência Nacional de Saúde é promovida conjuntamente pelo Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Saúde. Com o tema Saúde e Qualidade de Vida: Política de Estado e Desenvolvimento , o encontro tem o objetivo de avaliar a situação da saúde sob a ótica do Sistema Único de Saúde (SUS) e definir diretrizes para que ela seja garantida como direito fundamental do ser humano.

O encontro, que reúne mais de três mil participantes, entre trabalhadores da saúde, gestores, prestadores de serviços e usuários de saúde, terá como base os seguintes eixos temáticos: “Desafios para a Efetivação do Direito Humano à Saúde no Século XXI: Estado, Sociedade e Padrões de Desenvolvimento”; “Políticas Públicas para a Saúde e Qualidade de Vida: o SUS na Seguridade Social e o Pacto pela Saúde”; e a “Participação da Sociedade na Efetivação do Direito Humano à Saúde”.

A Conferência Nacional de Saúde foi precedida de etapas municipais e estaduais, onde os temas foram debatidos em função da realidade local. Nessas conferências prévias foram eleitos 3.068 delegados, com a seguinte representação: 50% de usuários, 25% de profissionais de saúde e 25% de gestores e prestadores de serviços em saúde.

Assessoria de Comunicação Social