Notícias

CGU participa da caravana “Todos Contra a Corrupção” no Espírito Santo

publicado: 17/05/2007 00h00, última modificação: 01/05/2014 23h08

A Controladoria-Geral da União (CGU) participa pela segunda vez da caravana “Todos Contra a Corrupção”. De hoje a 19 de maio, a caravana é realizada no Espírito Santo e visitará os municípios de Vitória, Vila Velha e Aracruz . O objetivo é chamar a atenção dos moradores locais para a importância do combate à corrupção.

A caravana visita municípios integrantes do projeto “ Adote um Município (A1M) ”, coordenado pelo Instituto de Fiscalização e Controle (IFC) e apoiado pela organização não-governamental (ONG) Amigos Associados de Ribeirão Bonito (Amarribo) . Em cada caravana, ONGs locais ficam responsáveis pela mobilização da população, por meio da divulgação do evento nos municípios e da convocação dos participantes. No Espírito Santo, a caravana é apoiada pelas ONGs Transparência Capixaba , Movive e Transparência Aracruz.

Entre as atividades estão previstas audiências públicas com as câmaras municipais e com os prefeitos para apresentação das ações da CGU sobre prevenção da corrupção, estímulo ao controle social, capacitação de gestores públicos e promoção da transparência.

A Controladoria desenvolverá ainda atividades de capacitação dos conselheiros municipais e dos membros das ONGs quanto à atuação no combate à corrupção e quanto aos mecanismos existentes para o acompanhamento dos recursos públicos federais.

Histórico

A primeira caravana da qual a CGU participou foi realizada nos dias 12, 13 e 14 de abril em três municípios do norte de Minas Gerais (Januária, Montalvânia e Mirabela). A caravana foi promovida pelo Instituto de Fiscalização e Controle (IFC) com apoio da ONG Amarribo.

Além das audiências públicas e dos eventos complementares do Programa Olho Vivo no Dinheiro Público , a CGU também participou de palestras com conselheiros de ONGs locais e com cidadãos para estimular o controle social.

Foram apresentadas iniciativas da CGU na prevenção e no combate à corrupção, como o Portal da Transparência e o Programa de Fiscalização de Municípios a partir de Sorteios Públicos.