Matriz de Vulnerabilidade


Programa de Fiscalização em Entes Federativos

A forma de seleção por Matriz de Vulnerabilidade permite à CGU identificar potenciais fragilidades na aplicação dos recursos públicos federais repassados a estados, municípios e Distrito Federal.

Cada ente federativo recebe uma nota, a partir de indicadores agrupados em quatro dimensões: Desenvolvimento Econômico-Social, Materialidade, Transparência e Controle.

Os indicadores são elaborados a partir de dados existentes em sistemas de informação governamentais e de informações produzidas pela CGU. A escolha dos temas a serem fiscalizados nos entes federativos considera a pontuação obtida em cada indicador.

Perguntas frequentes


Destaques - 1º Ciclo


Setores

Entenda os Indicadores

Municípios Selecionados



Matrizes de Seleção


O universo de entes federativos em cada estado está dividido em setores, que considera os principais eixos de deslocamento.

Após a definição do setor, a CGU seleciona a quantidade de entes a ser fiscalizada, sobre a qual é aplicada a matriz de vulnerabilidade, composta por 12 indicadores. Cada indicador recebe uma pontuação, que pode variar de 1 (baixo) até 4 (muito alto).

Os entes federativos podem pontuar de 12 a 48 pontos. Clique no Estado para acessar as pontuações de cada município.



mapa.png

 Rio Grande do Sul